Notícias

EM NOVA FATIMA

Após problema em geladeira que armazenava 73 doses contra a Covid-19, Nova Fátima suspende vacinação

O município relatou o problema ao Ministério da Saúde e aguarda um parecer do órgão para saber qual medida adotará.

19/02/2021 às 13:13:33

FONTE - G1 PARANÁ

Secretaria Municipal de Saúde informou que geladeira, onde estavam armazenadas todas as vacinas do município, teve problema técnico e parou de refrigerar. 

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Fátima, no norte do Paraná, suspendeu a vacinação contra o novo coronavírus após a geladeira que armazenava 73 doses da Coronavac ter um problema técnico e parar de refrigerar.

O município relatou o problema ao Ministério da Saúde e aguarda um parecer do órgão para saber qual medida adotará.

Desde janeiro, o município recebeu 180 doses contra a Covid-19 e tinha planejado aplicar as 73 restantes nesta semana.

Cinquenta doses seriam utilizadas na segunda etapa da imunização, deveriam ser aplicadas em profissionais de saúde. As demais, 23 doses, seriam utilizadas para imunizar idosos com mais de 85 anos.

O secretário municipal de Saúde José Augusto Fabri informou que o problema foi constatado na segunda-feira (15) quando a equipe de epidemiologia que atua na sala de vacina chegou para trabalhar.

O refrigerador da geladeira, utilizada para armazenar todas as doses de vacina do município, não estava funcionando. O correto era a temperatura estar entre 2°C e 8 °C, mas devido ao problema a temperatura estava em 17°C.

Na geladeira, que é programada para continuar funcionando por 12 horas em caso de falta de energia, estavam 667 doses de vários tipos de vacinas, inclusive as que estão no calendário nacional de imunização, como tetravalente, polivalente, BCG e antirrábica.

O município informou que entrou em contato com a fábrica do equipamento e também relatou o incidente às autoridades de saúde.

O município tem o refrigerador há cinco anos e a manutenção anual estava programada para ser realizada na segunda-feira (15), no dia que o problema foi constatado.

"Estamos todos arrasados com esse incidente, porque a vacina significa esperança, de que vamos voltar a ter uma vida melhor. Não esperávamos que isso pudesse acontecer", disse o secretário de Nova Fátima.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) informou que as condições de armazenamento das vacinas serão analisadas pelo Ministério da Saúde para verificação de qualidade.

A pasta disse ainda que o município deverá inclusive informar o ocorrido no Notivisa, que é o sistema da Anvisa para notificações de incidentes, eventos adversos e queixas técnicas.

Casos no município

Boletim da Secretaria Municipal de Saúde desta quinta-feira (18) indica que 146 moradores foram contaminados pelo novo coronavírus desde março de 2020. Deste total, 127 estão curadas e duas pessoas morreram por complicações da doença.


Envie seu comentário